Análise dos times que estão no top 10 do draft

Shares 0

O draft está chegando, ocorre dia 22 de junho, e nessas semanas que antecedem o evento é normal surgirem vários rumores, tanto de trocas como de jogadores já prometidos com alguma franquia. Esse draft especificamente está deixando alguns torcedores meio loucos, como por exemplo do Los Angeles Lakers, que está na dúvida entre uns 4 jogadores pelo menos, também tem o torcedor do Celtics que está na decisão se troca a pick ou não, além das outras franquias que demonstram interesse em subir no draft.

Nesse artigo irei mostrar um pouco do que acho que pode acontecer, provavelmente vou errar a maioria da indicação feita aqui, porém tentei analisar as necessidades dos times e os prospectos disponíveis, a análise é apenas dos times que estão nas 10 primeiras posições do draft.

Boston Celtics

Mesmo após uma boa temporada, ficou claro que a equipe do Celtics precisa de algo mais para lutar pelo título, esse algo mais poderia até ser uma troca por algum All Star, como Jimmy Butler ou Paul George.

Markelle Fultz

 

Independente disso, é inegável que, o Celtics mantendo a pick ou não, Markelle Fultz será a primeira escolha do draft, e será uma surpresa muito grande caso isso não aconteça. Fultz é capaz tanto de organizar o jogo quanto de ser aquele cara da última bola, que decide no fim. É um jogador especial, que combina força, velocidade e explosão para fazer a diferença no jogo. Poderia fazer uma dupla de impacto ao lado do Isaiah Thomas.

Mas caso o Celtics, por algum motivo desconhecido e bem louco, não escolha o Fultz, um nome que faria um bom encaixe para o time do Brad Stevens seria Josh Jackson, já que o treinador gosta de jogadores com esse perfil defensivo, e também com ele teria um bom passador e um jogador que está em franca evolução no seu arremesso.

Los Angeles Lakers

Vindo de mais uma temporada ruim, o Los Angeles Lakers teve sorte de manter a pick, e agora tenta escolher mais um jogador jovem para o seu já jovem elenco. Isso não parece estar sendo muito fácil, visto que estão fazendo vários workouts, até mais de uma vez com o mesmo prospecto.

Lonzo Ball

Esqueçam toda hype e seu pai maluco, faça a análise do Lonzo apenas como o jogador que ele foi em UCLA e que pode se tornar na NBA. Um jogador que elevou o patamar da equipe, mudou a forma deles jogarem e olhando para classe desse draft ele tem um estilo único de jogo, que dificilmente se encontra em outro jogador. Com um forte jogo de transição, passes rápidos, e um QI de basquete diferenciado, Lonzo Ball foi a cabeça pensante de UCLA, além disso, mesmo com um arremesso “esquisito” teve um ótimo aproveitamento, cerca de 41.2% da linha de 3 pontos. Ele pode dividir a armação da equipe com D’Angelo Russell,  o que liberaria Russell para ser mais pontuador.

Nesses últimos dias vem ganhando força o nome de Josh Jackson, que tem como ponto forte sua defesa sólida, um ótimo atletismo, bom passe. Ao lado do Brandon Ingram poderia forma uma dupla realmente impactante na defesa e muito competente no ataque. Outra opção aqui seria De’Aaron Fox, que poderia ajudar e muito na defesa, e com sua velocidade também ajudaria nos contra-ataques e infiltrações, porém o arremesso dele precisa evoluir.

D.J. Wilson

Na Pick 28 tem várias opções, poderia ser escolhido um jogador forte na transição para ajudar o jogo do Lonzo Ball, como o D.J. Wilson, atlético, bom defensor e com bom arremesso de fora. Caso tenha um pouco de sorte de sobrar Isaiah Harterstein ele seria um nome muito bom também, legítimo Stretch Four, consegue passar, pontuar do perímetro e do garrafão, defender e ser muito ágil para um cara de 7’0 (2.13m).

Philadelphia 76ers

O 76ers parece estar eternamente em reformulação, mas isso pode estar mudando desde a troca de GM. Devido a essa “eterna reformulação”, eles têm acumaldo picks altas nos ultimos drafts, porém com um pouco de azar os jogadores escolhidos sempre se machucaram no primeiro ano, como aconteceu com Ben Simmons que foi o último jogador draftado pelo Sixers.

Dennis Smith Jr.

Armador, consegue organizar muito bem o jogo, muito explosivo, e consegue pontuar de várias maneiras, tem um ótimo arremesso de longe e uma boa infiltração. Escolhendo o Smith Jr., a armação do jogo ficaria dividida entre ele e Ben Simmons. Apesar de cair um pouco na cotação do draft, muito devido ao desempenho do time de NC State, e seu próprio desempenho durante a parte final do campeonato, Smith Jr. é capaz de ter um impacto grande na NBA, e seria uma ótima opção para times que necessitam de um armador.

Nessa terceira escolha o 76ers poderia optar também pelo Jayson Tatum, considerando Simmons armador principal, Tatum seria uma arma ofensiva muito forte no time, e também contribuiria com a defesa.

Phoenix Suns

O Phoenix Suns teve a segunda pior campanha da NBA, porém devido a loteria acabou ficando com a 4ª escolha do draft. Com um núcleo jovem bem interessante comandado pelo jovem Devin Booker, o time de Phoenix já tem um bom potencial para o futuro e ainda pode adicionar mais um jovem talento ao elenco.

Josh Jackson

A escolha por Josh Jackson seria para aumentar a força defensiva da equipe, que já conta com o Devin Booker e Eric Bladsoe como armas no ataque. Escolhendo Jackson, teriam um ótimo marcador de perímetro, um jogador que pode transitar entre as posições 2, 3 e 4. Consegue marcar jogadores menores e mais rápidos, pois é muito atlético e tem uma intensidade defensiva muito boa. Além disso, estariam adicionando um jogador que tem um ótimo passe, veloz e que vem demonstrando evolução no seu arremesso. Poderia formar uma dupla interessante com Marquese Chriss.

Outra opção poderia ser Jayson Tatum, que acrescentaria e muito no poder ofensivo da equipe do Phoenix Suns, além de ajudar bastante na defesa e ter um teto de evolução bem grande, transformando a equipe, que já tem um núcleo jovem muito bom com Booker, Ulis, Bender e Chriss, em um núcleo melhor ainda.

Sacramento Kings

O time de Sacramento trocou DeMarcus Cousins com o New Orleans Pelicans, provavelmente esse foi o maior destaque do time na temporada. Agora com duas picks de loteria, a 5 e 10, o Kings tem a chance de adicionar bons talentos a equipe, que já conta com Buddy Hield, Skal Labissiere e Willie Cauley-Stein.

De’Aaron Fox

Acompanhando os rumores antes do draft, fica claro que há um interesse do Kings em De’Aaron Fox, e ele estando disponível aqui na 5ª escolha é quase certeza ele será selecionado pelo time. Fox seria de grande ajuda ao time de Sacramento, traria seu estilo de jogo veloz e uma boa defesa de perímetro, uma combinação que pode ser muito útil em contra-ataques. Pode fazer uma dupla interessante com Hield. Jogadores de Kentucky, equipe pela qual Fox jogou no college, destacam bastante seu espírito de liderança dentro e fora das quadras.

Zach Collins

Para pick 10 tem várias opções, porém tem uma boa poderia ser o Zach Collins, que mesmo com pouco tempo de quadra, média de 17min por jogo,  fez muito barulho em Gonzaga, sendo um dos destaques do time, pontuando bem no garrafão, tem uma defesa regular para boa, e um bom teto para crescimento. Também existem outras opções como o sophomore OG Anunoby, que tem uma defesa sólida e é muito forte fisicamente,  e o junior Justin Jackson, campeão com North Carolina, é um jogador que poderia ajudar na pontuação, na defesa de perímetro, e dar mais versatilidade na formação da equipe.

Orlando Magic

O time de Orlando necessita adicionar mais talento ao elenco, fez algumas movimentações estranhas ultimamente, primeiro trocou a pick do draft passado por Serge Ibaka e nessa temporada acabou envolvendo Ibaka em uma trade com o time do Toronto Raptors, algumas de suas apostas da free agency não renderam o esperado, como Bismack Biyombo.

Jayson Tatum

Jayson Tatum seria uma ótima adição para o time de Orlando. Durante o college ele demonstrou ser um ótimo jogador em situações de isolation, decisivo no torneio da ACC, e bom pontuador. Também demonstrou ter uma defesa interessante, ser bom em pegar rebotes defensivos, teve uma média de 6.0 por jogo.. Jayson Tatum tem um grande potencial e pode melhorar em todas as áreas se tornando um jogador bastante completo, ele poderia ajudar bastante o ataque do Magic que tanto carece de um bom pontuador, dos jogadores que estão no atual elenco, apenas Evan Fournier ficou acima dos 15 pontos de média na temporada (17.2 pontos).

Caso não seja possível draftar Tatum, e sobrar algum armador, acredito que a melhor opção seria Smith Jr., com um jogo explosivo, bom arremesso, boa armação, poderia encaixar bem no time de Orlando.

Minnesota Timberwolves

O Minnesota Timberwolves tem provavelmente o melhor time jovem da liga, pelo menos com maior potencial da liga. Conseguiram juntar o talento de Karl-Anthony Towns e Andrew Wiggins, primeiras dos drafts de 2015 e 2014 respectivamente, além de outros jogadores com qualidade como Zach LaVine. Porém mesmo com tanto talento, fica claro que não é fácil formar um time vencedor da noite para o dia, e o time apesar de demonstrar flashes de que pode se tornar forte futuramente, ficou com uma campanha ruim e está novamente com uma escolha alta no draft.

Jonathan Isaac

Isaac seria um bom adicional ao time, com Towns e Wiggins encarregados de serem os maiores pontuadores, Isaac poderia ser a força defensiva que o técnico Tom Thibodeau tanto quer. Provavelmente não vai ter impacto imediato, visto que tem que desenvolver bastante ainda o seu físico, mas é um jogador com uma ótima habilidade defensiva, com uma boa envergadura capaz de contestar vários arremessos e ainda é muito bom pegando rebotes. O time de Florida State não explorou muito sua parte ofensiva, porém quando acionado mostrou ser bastante competente, teve média de 12 pontos com 50.8% de aproveitamento.

Caso queiram melhorar a armação por não confiarem muito na dupla Dunn e Rubio, podem selecionar o jogador que é considerado melhor prospecto europeu, Frank Ntilikina, sempre avaliado como um bom defensor, com uma grande envergadura, e um bom aproveitamento em bolas de longe, Ntilikina poderia tanto armar, pontuar e defender bem, ele também seria um bom complemento ao time jovem do Wolves.

New York Knicks

O New York Knicks passam por vários problemas, desde o que fazer com Carmelo Anthony até a “rebeldia” de Kristaps Porzingis ao se recusar a dar entrevista no fim da temporada. E após mais uma temporada fraca, mesmo contando com nomes de peso no elenco como Derrick Rose, Joakim Noah e Carmelo Anthony, o Knicks mais uma vez não conseguiu ir para os playoffs, e tem no draft a esperança de adicionar um jovem talento para ajudar o letão Porzingis.

Frank Ntilikina

Um nome que poderia ajudar o time seria Frank Ntilikina, bom defensor, boa envergadura, bom aproveitamento em arremessos de fora e tem um jogo de PnR bastante elogiado pelos analistas. Com essas armas Ntilikina poderia ser uma adição muito valiosa ao time nova-iorquino, e fazer uma boa dupla com Porzingis, que apesar da “rebeldia” continua sendo considerado o futuro da equipe.

No caso do time apostar em algum outro jogador, teria o Malik Monk, um dos destaques de Kentucky que tem como principal destaque seu arsenal ofensivo, com 39.7% de aproveitamento em bolas de 3pts em uma média de 6.9 tentativas por jogo, além de ajudar na armação, porém acaba pecando na defesa, que foi criticada durante o college.

Dallas Mavericks

Esses podem ser os últimos anos de Dirk Nowitzki em Dallas antes de se aposentar, uma era está chegando ao fim e o time precisa pensar no futuro. Com a troca feita para adquirir o Nerlens Noel, o time melhorou na posição de pivô, e provavelmente irá fazer de tudo para renovar com o jovem jogador durante a free agency e no draft podem focar em outras posições que são mais carentes.

Lauri Markkanen

Lauri Markkanen, Power Forward de 2.13m, com um dos melhores arremesso do college. Apesar de pecar em pegar rebotes com essa altura, e não ser muito atlético, Markkanen pode dar opções de ataque ao Dallas, além de aprender com um dos melhores jogadores estrangeiros a passar pela NBA. Com uma média de 4.4 tentativas de arremessos de 3 pontos por jogo e 42.3% de aproveitamento, Markkanen demonstrou ser um jogador um pouco fora do padrão para sua altura, também demonstrou uma boa agilidade, e melhorando fisicamente, ficando mais forte, pode competir em alto nível na NBA.

Existem também rumores que o Dallas estaria interessado no small forward de North Carolina, Justin Jackson,  mostrou no college ser um bom pontuador, tem uma defesa de perímetro interessante, bom passe e tem uma altura que pode fazer transitar para posição 4 em uma formação de small ball, ele também seria uma interessante peça para o time de Dallas.

0 Shares
Share
Tweet