Jayson Tatum, The Iso Killer

Shares 0

Jayson Christopher Tatum, ou simplesmente Jayson Tatum, nasceu em St. Louis Missouri, jogou no high school por Chaminade College Preparatory School, onde se destacou com seu jogo ofensivo e foi classificado como um dos melhores  jogadores de high school dos EUA no seu ano de senior. Nesse ano teve médias de 29.6 pontos e 9.1 rebotes, e acabou sendo nomeado Gatorade National Player of the Year.

cqjy9l3wyaa78rp
Jayson Tatum, quando criança, ao lado do seu ídolo Kobe Bryant (KOBE ETERNOOOO)

Devido ao talento mostrado, Tatum teve propostas de universidades importantes como Kentucky e North Carolina, porém acabou optando por se juntar ao time do lendário treinador Mike Krzyzewski em Duke. Não teve um começo muito fácil, logo de cara sofreu uma contusão no pé que o deixou afastado de algumas partidas, mas desde que entrou no time teve um papel importante, dividindo a responsabilidade de lider ofensivo com Luke Kennard. Durante a campanha que culminou com o título do torneio da ACC, Tatum foi um dos principais destaques dos Blue Devils. Porém no Mach Madness o time foi eliminado de forma precoce e caiu para a equipe de South Carolina.

O maior destaque do Tatum é o seu jogo ofensivo, utilizando sua boa envergadura, altura, e um footwork avançado para um calouro, ele consegue pontuar de várias maneiras. Tem um jogo de post muito bom para um jogador da sua idade, consegue colocar em dúvida a marcação, se ele vai girar e partir para cesta ou fazer a finta e mandar um fadeaway. Alguns analistas americanos o classificam como Iso Killer, devido ao seu alto aproveitamento em jogadas de isolation, inclusive o DraftExpress fez um vídeo para analisar essa qualidade dele, segue o link. Seu midrange é bom, segundo os dados do site basktball.realgm, teve em média 5.2 tentativas por jogo com um aproveitamento de 39.4%.

Analisando seu arremesso de 3 pontos, fica claro que ele tem que treinar bastante para melhorar.Durante a temporada teve um aproveitamento de apenas 34.2%, mas foi nítida a sua melhora. Apesar de ter apenas 2.1 assistências de média e ter como a principal mentalidade pontuar, Tatum mostrou alguns flashes de que pode ajudar o time criando jogada para os companheiros, com alguns bons passes dentro da área pintada e aberturas de jogada para arremessos de fora.

Segue dois exemplos de jogadas ofensivas, no primeiro Tatum recebe a bola para uma jogada em isolation, engana o marcador fazendo o pensar que iria para dentro do garrafão, mas acaba fazendo um lindo fadeaway. No segundo ele recebe a bola e invade o garrafão, fintando os marcados e fazendo uma bela cesta.

zm3xj7

anvok7

Analisando a parte defensiva, Jayson tem bastante potencial, na maioria das vezes demonstrou intensidade e aplicação defensiva, além disso tem uma boa envergadura e boa leitura da jogada. Durante a temporada teve médias de 1.3 roubos e 1.1 tocos por partida, alguns desses roubos resultaram em jogadas de contra-ataque e pontos fáceis. Tatum se destacou pegando rebotes defensivos, foram uma média de 6.0 rebotes, com 2.03m de altura e um bom posicionamento, tinha alguma facilidade em pegar vários rebotes e agilizar a saída de bola do time de Duke.

Abaixo tem dois exemplos de como ele pode ajudar a defesa, no primeiro ele consegue fazer a leitura correta da jogada e aplicar um toco no jogador que estava para fazer a bandeja. No segundo ele ajuda na pressão de saída de bola do time adversário, conseguindo roubar bola e fazer  uma cesta fácil.

mw3x5n

kopedj

Apesar de ter muitos pontos positivos, Tatum também tem muita coisa a melhorar. Por exemplo, apesar de demonstrar um bom potencial defensivo, por vezes oscilou durante a temporada e acabou se perdendo nas jogadas adversárias, não tendo a intensidade e posicionamento adequados para fazer a defesa. Também mostrou bastante inconsistência nos arremessos de 3 pontos, tendo mais facilidade nos arremessos de midrange, isso indica que ele vai precisar treinar muito para se adaptar a linha de 3 pontos da NBA. Outra coisa que os analistas questionam é como vai ser a eficiência dele na criação de jogadas na NBA, pois o nível é muito maior que da NCAA.

Após analisar os prós e contras, é visível que Jayson Tatum é um dos grandes prospectos dessa classe, com um grande potencial para crescer na NBA, está cotado em vários mocks entre as escolhas top 5. Alguns desses mocks colocam Tatum entre o Phoenix Suns e o Sacramento Kings, porém podem surgir surpresas e ele ser draftado mais tardiamente ou mais cedo durante o draft, dependendo da performance dele nos workouts.

Curiosidades:

  • Ele é um grande fã do Kobe Bryant, e em entrevista publicada no site do nbadraft, disse querer jogar pelo Los Angeles Lakers, e caso fosse escolhido no draft, seria um sonho sendo realizado.
  • Antes da temporada do college começar era classificado como 3º melhor jogador, atrás apenas de Harry Giles e Josh Jackson, 1º e 2º respectivamente
  • Jogou junto com Harry Giles, Josh Jackson e Terrence Ferguson por 4 anos na seleção americana.

 


Links Interessantes:

Tatum – Duke Highlights 2017
Entrevista para o site NBADraft

 

0 Shares
Share
Tweet